Segunda, 21 de Setembro de 2020
47 98418-6588
Brasil Em Floripa...

Começa a 12ª Cúpula Mundial das Cidades do Conhecimento

Com a proposta de apontar soluções para os municípios nos campos do desenvolvimento econômico, inclusão social, mobilidade e preservação ambiental, teve início, na manhã desta segunda-feira (4), em Florianópolis, a 12ª edição do Knowledge Cities World Summit (KCWS), a Cúpula Mundial das Cidades do Conhecimento.

05/11/2019 11h24
44
Por: Jean de Souza Fonte: Assessoria/Alesc
Foto: Agência Alesc/Divulgação.
Foto: Agência Alesc/Divulgação.

Esta é a primeira vez que o Brasil sedia o evento, uma reunião profissional independente e global promovida anualmente, desde 2008, pelo World Capital Institute (WCI). Nos anos anteriores, a cúpula foi realizada no México, China, Austrália, Israel, Itália, Turquia, Estônia, Coreia do Sul, Viena, Peru e Espanha.

A iniciativa de trazer o KCWS para a capital catarinense partiu da Câmara de Tecnologia e Inovação da Fecomércio-SC, que vem debatendo alternativas para o desenvolvimento dos municípios desde 2013, em conjunto com Laboratório de Cidades Mais Inteligentes e Humanas da UFSC (LabChis), da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Conforme o presidente da entidade, Bruno Breithaupt, neste ano os debates terão como tema central “Sustentabilidade e Inovação na Era do Conhecimento” e contarão com a participação de 34 especialistas, de 11 países.

“Esta é uma boa oportunidade para Florianópolis e para o estado e veio na hora certa, pois passamos por uma mudança significativa e buscamos o desenvolvimento, em especial na área do conhecimento, e aqui vamos poder contar com discussões que podem nos proporcionar dar um salto nesse sentido.”

Para Alaor Tissot, que preside o Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae-SC, entidade parceira na realização da Cúpula, os debates também podem apontar soluções para aquele que é considerado um dos maiores problemas atuais de Florianópolis, a mobilidade urbana.

“Um evento como esses tem como um dos principais propósitos abrir a mente de mais pessoas, principalmente da área técnica, para que possam alcançar soluções de forma mais rápida. E no que diz respeito à mobilidade, aqui poderemos ter alguma luz nesse sentido, já que contaremos com palestrantes provenientes de cidades onde esse problema já foi resolvido.”

A programação, que se estende até quinta-feira (7), prevê a realização de nove plenárias e a entrega do Prêmio MAKCi (Most Admired Knowledge City), ao qual Florianópolis também está competindo.

Ao final, também está prevista a elaboração de uma nova agenda para a era do conhecimento.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.