domingo, 31 de maio de 2020
47 98418-6588
Colunistas

03/04/2020 ás 16h52 - atualizada em 03/04/2020 ás 17h04

41

Jean de Souza

Blumenau / SC

Colunista Isaias de Souza
Criatividade que ajuda... Nem que seja no pau... Páscoa?... Cadê meus R$ 600?... Bares e restaurantes já demitiram 600 mil... SC tem mais 148 mil desempregados... PM vai reprimir passeatas e buzinaços... Salário milionário. Coronavírus matou 5 em SC. Casos chegam a 281...
Colunista Isaias de Souza
Com esta situação toda, a Páscoa terá um sabor diferente este ano. Foto: Marcelo Martins/Divulgação.

Criatividade...
Ao invés de ficar chorando as pitangas, várias empresas brasileiras resolveram dar um chute na tristeza e com criatividade buscar alternativas em outros ramos de negócios. E o caso da Weeg, a gigante mundial na fabricação de transformadores de energia elétrica, que improvisou um canto da fábrica em Jaraguá do Sul e passou a fabricar ventiladores de hospitais, os chamados respiradores. Outras como a Hering, máscaras, jalecos, aventais...


No pau...
Não está descartado a presença de tropas do Exército nas ruas pra garantir o retorno ao trabalho de segmentos que o presidente Jair Bolsonaro considera de vital importância na sobrevivência dos brasileiros ante a pandemia do Coronavírus. O decreto está redigido, precisando simplesmente de uma canetada, disse em entrevista na rádio Jovem Pan, na quinta à tarde. A bronca do Mito é com os governadores. O Moisés chamou de cagão, medroso.


No pau 2...
Disse que aguardaria até a próxima semana, para que os governadores reconsiderem os decretos, possibilitando a retomada da economia. “O curioso é que a pressão vem das pessoas, não do governo Federal. Ou seja, há uma conscientização das ameaças do desemprego. Aliás, a Associação Brasileira de Bares, Restaurantes e Similares dão como certa 600 mil demissões. Aqui em SC, 148 mil já foram dispensados...


Crise financeira à vista...
Com a liberação de dinheiro para atender todas as camadas sociais do País, as contas negativas do Governo Federal, este ano, será de R$419,2 bilhões. É a maior crise financeira tupiniquim, desde 22 de abril de 1.500, portanto, quinhentos e vinte anos depois do descobrimento do Brasil pelo portuga navegador, Pedro Álvares Cabral. Vai daí a bronca do Bolsonaro pelo retorno imediato das atividades econômicas...


Páscoa?
Há nove dias do evento mais saboroso para a criançada de todo o Brasil (nem todos), quase não se fala no tema. Pudera. O povo tá confinado, preso em casa e preocupado em evitar se contagiar com o Covid, deixando o restante em banho-maria. Outro detalhe: Antes da peste no Brasil, ovinho de chocolate era oferecido por R$ 50. E o que fazer com toneladas de produto nos tachos? Fácil, senhores, façam promoções. Botam os precinhos lá embaixo. Só isto.


Ajuda do Governo...
O presidente Jair Bolsonaro comunicou em rede que aqueles R$ 600, prometidos, a 54 milhões de trabalhadores, começam ser pagos a partir do próximo dia 16. Imaginem o furdunço, as aglomerações defronte as bases da Caixa? E o perigo que isto representará, justamente agora que o Coronavírus tende atingir o pico de seu contágio no mundo, notadamente no Brasil, onde mais de 300 foram pro céu. A dica é se informar antes de correr pras agências...


Fifa vai ajudar...
Endinheirada como sempre, dirigentes da Fédération Internationale de Futball Association, também conhecida pela Cia, Scotland Yard, Polícia Federal e KGB e Polícia Militar como Fifa, vai ajudar suas filiadas, chamadas de Confederações. Como tem alguns bilhões de Euros sobrando, anunciou que vai amparar as biroscas espalhadas pelo mundo. O advogado suíço-italiano, presidente da entidade, Gianni Infantino 50 anos, disse estar triste com a situação no mundo...


Salário milionário...
O papa-polenta assumiu o comando da Fifa, depois dos rolos e as prisões de dirigentes, com salários de 1,8 milhão de Franco-Suíço, coisa de 1,2 milhão de Euros, por ano. A “beiradinha” é bem menor a que o safado do Joseph Blatter recebia quando dirigiu a entidade na Suíça por alguns mandatos. E do brasileiro, João Havelange, que tocou a “ópera do malandro” por mais de vinte anos. Imaginem o que arrecadou de grana...


Solto...
Já o velho safado, José Maria Marin, de 87 anos de idade, voltou ao Brasil, agraciado por um despacho da justiça americana, usando a lei que protege os “véinhos”, nesta pandemia do Covid-19. O ex-presidente da CBF está doente e piorou depois da batida do martelo no tribunal que o condenou a 4 anos de cadeia nos EUA, por lavagem de dinheiro e outros crimes e pagamento de US$ 1,2 milhão em multa. Outros US$ 3,5 milhões foram confiscados...


Morte nas favelas...
As comunidades mais atingidas pelo Coronavirus são a do Alemão e a Rocinha, apontada como a maior das Américas, com mais de 100 mil habitantes. De hora pra outra, o volume de pessoas infectadas começou a crescer, assustando as autoridades sanitárias e epidemiológica cariocas. Existe a suspeita de casos comunitários, ou seja, o vírus está se disseminando entre as pessoas, sem que tenham viajado, ou contato com pessoas doentes. Santo Deus...


Favelas 2...
Rio de Janeiro e São Paulo são os estados com maior registros de favelados do Brasil. No território carioca, o prefeito Crivella diz que são várias comunidades, na mira do vírus chinês e as mortes ameaçam levar centenas de pessoas pro cemitério. Sem contar que mais de mil foram enterrados com suspeita do Covid. O Ministério da Saúde, tocado pelo grande Mandetta, aguarda resultados de exames há mais de semana. Os laboratórios estão entupidos.


Desemprego...
Antes mesmo do previsto para o controle do Coronavírus daqui há uns três meses é bem provável que Brasil ultrapasse o número de 20 milhões de desempregados. Hoje são quase 13 milhões. Em todos os segmentos, por mais sólidos que sejam, em alguma ponta da corda, fios vão se arrebentar com a puxada crise provocada pela moléstia genuinamente chinesa. A taxação também vai atingir os bancos, sempre os menos prejudicados por qualquer crise...


Desemprego 2...
O desespero do presidente Jair Bolsonaro pela retomada das atividades nas indústrias e comércio do Brasil inteiro, tem um único significado. Daqui três meses, tempo de validade da ajuda de R$ 600, coisa de 90 bilhões, juntando aos outros quase trilhão de reais destinados a reduzir os efeitos do Coronavirus, as reservas brasileiras vão acabar, se o dinheiro não começar a girar. E de onde o Brasil vai arrancar dinheiro?


Desemprego 3...
Provavelmente batendo à porta do FMI. Dinovo. Aliás, como sempre foi em épocas de vacas magras nas gestões anteriores, seja de militares, até Sarney, Collor, Lula, Temer; o tucano,  Fernando Henrique, este o maior entusiasta da busca de grana nos bancos americanos. O Trump vai adorar. É o maior interessado. Mais que o Emmanuel Macron da França, nas riquezas que existem escondidas na selva amazônica, inteirinha nossa...


Passeata não...
Polícia Militar de Blumenau foi curta e grossa no comunicado distribuído na mídia. Vai proibir buzinaços e carreatas a título de que tema for. Aglomeração de pessoas está proibido, diz oficial, sob a batuta do comandante do 10º Batalhão da Polícia Militar, também árbitro de futebol filiado à Federação Catarinense de Futebol, Jefferson Schmidt. O militar é um dos cotados à corrida pelos assentos do Hildebrandt no 3º andar da Prefeitura...


Prepotência?
Até na hora da desgraça os americanos não abrem mão de ser os maiores. Foi o único país do planeta, até aqui, a registrar 1.169 mortos por Coronavírus num único dia. O pico foi de quarta, para quinta-feira, 2. Os números superam mortes contabilizadas por Itália, França, Alemanha e China, os mais afetados pela maldita doença. Trump e Bolsonaro, depois de proferirem um monte de impropérios, andam pianinhos. A hora é de união e trabalho, nénão?

FONTE: Isaias de Souza

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Isaias de Souza

Isaias de Souza

Blog/coluna Isaias de Souza. Diretor Responsável pelo Jornal A Gazeta Catarinense. Atuou por mais de 20 anos em jornais de grande circulação do estado de Santa Catarina, passando por praticamente todos os setores, adquirindo experiência e conhecimento para que hoje A Gazeta seja referencia no seu segmento.
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium